Um dia de Fúria

11 07 2010

Inevitavelmente veríamos um novo campeão; inevitavelmente cairia um tabu, fosse o trauma do vice holandês, fosse a síndrome que deixava a fúria espanhola contida num simples grito.

Nessa atmosfera, Holanda e Espanha duelaram hoje para definir quem teria o privilégio de se juntar aos outros sete campeões mundiais.

O jogo trouxe um panorama dentro do previsto, com os espanhóis dominando a posse de bola, enquanto os holandeses tentavam quebrar o ritmo com faltas e muita marcação. O jogo teve um nível desnecessário de violência, com um número altíssimo de cartões.

A Espanha teve as melhores chances e o nome do primeiro tempo foi Sérgio Ramos, que quase marcou em duas oportunidades. A Laranja ia se acalmando e equilibrando as coisas e assim, passamos a ter um jogo mais aberto, mas que não trouxe gols na etapa inicial.

O segundo tempo começou da mesma forma, com espanhóis buscando mais o resultado. Porém foram os holandeses que criaram a melhor chance, desperdiçada por Robben, que na cara de Casillas, viu a muralha crescer e fechar o ângulo. Outra vez Sérgio Ramos  teve em sua cabeça a bola do jogo, que acabou saindo sem direção.

Uma prorrogação inevitável se aproximava para testar os nervos dos times e de seus torcedores. Muita cautela, cansaço e poucas chances, mas ainda assim, uma Espanha disposta a encerrar o drama antes das penalidades. A expulsão de Heitinga deixou os laranjas preocupados em se segurar, para garantir o título com seu goleiro gigante, Stekelenburg.

Porém, veio a qualidade, fator que quase sempre prevalece sobre a força. Numa arrancada de bola, Navas correu, quase perdeu a bola, que caiu nos pés de Iniesta, passou por Fábregas e encontrou Torres, que tentou lançar para Andrés participar mais uma vez. A zaga cortou, Fábregas reaproveitou e deixou o camisa 6 na cara do gol, que apenas esperou o quique da bola para fuzilar a meta holandesa, derrubando assim a última fortaleza do Mundial.

Eram jogados 12 minutos do segundo tempo da prorrogação, praticamente um gol de ouro, que trouxe polêmica e desespero para a nova geração dos Países Baixos. Pouco tempo restava, sobrava adrenalina mas faltou o detalhe. A Holanda continuou vice.

Fim de jogo, Iniesta ao chão, Casillas às lágrimas e Espanha aos céus. Finalmente o futebol espanhol superou seu maior trauma, superou a si mesmo e pôde enfim comemorar o título mundial, juntando-se ao panteão de heróis da Copa do Mundo. 

Uma noite de gala, num dia de Fúria.

POSTADO POR NÓIA





Safári da Copa – Espanha

16 05 2010

Será que dessa vez vai?

Esse sem dúvida é o pensamento que reina na cabeça de toda a Espanha, no quesito futebol. Muitas vezes apontada como grande favorita ou potência, a Espanha sempre se deu mal na Copa e nunca avançou além das Quartas de Final.

Porém dessa vez o time tem tudo para fazer diferente. Isso porque nunca surgiram tantos craques ao mesmo tempo. Nomes como Villa, Torres, Silva, Xavi, Iniesta, Alonso e Fábregas são disputados a tapa em toda janela de transferência. Além deles, há os nomes concretos de Casillas, Puyol, Piqué e Sérgio Ramos, além das revelações Pedro e Mata.

A atual líder do ranking tem tudo nas mãos para fazer seu maior Mundial, sendo apontada inclusive como a grande favorita. Seu maior rival é ela própria e a insegurança. Será que finalmente veremos a Fúria?

POSTADO POR NÓIA





Gastando e ganhando

15 07 2009

 money-298x300

Ah, a janela européia de transferências!

Aquele momento mágico em que os clubes do Velho Continente abrem seus cofres e fazem compras astronômicas, montando os esquadrões para a próxima temporada.

Esse ano, no entanto, tem muito time grande que mais ganhou do que gastou. Será a crise? Será que o mundo está mudando? Será que o Michael Jackson morreu mesmo?

Exceto pela última pergunta, confira o que anda acontecendo no mercado europeu, analisando as 5 principais ligas (em Libras Esterlinas).

PREMIER LEAGUE (ING)
Gastou:
186 milhões (57 mi só do Manchester City)
Ganhou: 194 milhões (89 mi só do Machester Utd)
Veredicto: + 8 milhões

PRIMERA DIVISIÓN (ESP)
Gastou: 222 milhões (190 mi só do Real)
Ganhou: 64 milhões (13 mi só do Valência)
Veredicto: – 158 milhões

SERIE A (ITA)
Gastou: 229 milhões (48 mi só do Genoa)
Ganhou: 217 milhões (71 mi só do Milan)
Veredicto: – 12 milhões

BUNDESLIGA (ALE)
Gastou: 127 milhões (45 mi só do Bayern)
Ganhou: 82 milhões (26 mi só do Sttutgart)
Veredicto: – 45 milhões

LIGUE 1 (FRA)
Gastou: 138 milhões (32 mi só do Olympique)
Ganhou: 123 milhões (40 mi só do Lyon)
Veredicto: – 15 milhões

Ou seja: exceto pela Espanha (leia-se Real Madrid), todos os países estão equilibrando seus gastos. No entanto, repare que espanhóis e italianos voltam a investir, enquanto que os ingleses até tem dinheiro em caixa.

Mas ainda tem 15 dias de mercado… Aguarde!

POSTADO POR ROJAS.





No, they can’t.

28 06 2009

 brasil_2806

Brasil literalmente vira o jogo pra cima dos EUA, faz 3 a 2 e conquista a Copa das Confederações.

Zebra em inglês se escreve exatamente assim: zebra. Mas parece que o mundo globalizado ainda se rende ao bom e velho português quando o assunto é futebol. Mesmo perdendo por 2 a 0 até o interalo, a Seleção virou pra cima dos americanos e ficou com o título.

E, verdade seja dita, o 1o tempo foi todo deles. Logo aos 9′, Dempsey escorou bonito um cruzamento e abriu o marcador. Minutos depois, aos 27′, Donovan puxou bonito contra ataque e bateu bonito pra fazer 2 a 0. O Brasil estava levando um baile ao melhor estilo filme adolescente americano e não reagia.

Mas veio o intervalo e tudo mudou. Não por causa das mexidas de Dunga, mas pela própria atitude da Seleção.

Logo a 1 minuto, Luís Fabiano começou a virada com um gol de artilheiro, girando e fazendo o primeiro. Os americanos, não tão assustados, vinham nos contra ataques. E o Brasil chegou a empatar com Kaká, mas o bandeira não viu o bola entrar.

Contudo, a confiança já estava de volta. As mexidas de Dunga não surtiram nenhum efeito dessa vez, mas chegamos lá. Aos 28′, Robinho recebeu de Kaká, chutou no travessão e, no rebote, ele de novo, o Fabuloso, deixou tudo igual. Típico artilheiro, dono da camisa 9.

E o melhor ficou para o final. Já aos 40 minutos, após escanteio, Lúcio – logo ele, o capitão, o melhor da Seleção nos últimos jogos – subiu e testou muito bem para virar o jogo. 3 a 2! Virada! E Brasil campeão da Copa das Confederações 2009!

Esse Dunga tem estrela.

ESPANHA 3×2 ÁFRICA DO SUL
Na disputa do 3o lugar, deu Espanha na prorrogação: 3 a 2, com um gol decisivo de Xabi Alonso de falta. A Espanha jogou com o time misto e a África de Joel merecia melhor sorte.

Mphela havia feito 1 a o pros Bafana Bafana aos 28 da 2a etapa, a Fúria virou o jogo em um minuto (com dois de Güiza) e Mphela empatou de falta aos 48. Na prorrogação, sobrou inocência dos donos da casa. E a Espanha aproveitou.

espanha_2806

POSTADO POR ROJAS.





Fúria, raiva ou mau humor?

24 06 2009

espanha

Foi  disputada agora há pouco a primeira partida das semifinais da Copa das Confederações, entre Espanha e Estados Unidos.

A seleção espanhola entrou como franca favorita, trazendo um excelente desempenho na primeira fase, com 100% de aproveitamento, além de um retrospecto de 35 jogos sem derrota. Ou seja, os atuais campeões europeus finalmente justificavam o apelido de Fúria.

Do outro lado, o acanhado Estados Unidos, time com pouquíssimos talentos e recursos, dependente de Donovan e somente ele. Na primeira fase perdeu de Itália, tomou um sacode do Brasil, mas na última rodada, por incrível que pareça, se classificou após fazer 3×0 no Egito e contar com a sorte da combinação de resultados e com os critérios de desempate.

Esse era o retrato do confronto, que trazia a Espanha como absoluta favorita para se classificar rumo à projetada final contra o Brasil. No começo do jogo, os EUA jogou melhor e tinha mais posse de bola, mas com o andar da partida, a Espanha desequilibrou as coisas, tendo o dobro de posse de bola. Mas num contra ataque besta, os americanos tiveram uma chance e Dempsey chutou, Casillas falhou e assim, sem mais nem menos, o placar estava 1×0. Aos 35 os Estados Unidos podia ter ampliado, assim como aos 44, Torres poderia ter empatado.

A segunda etapa começou como era esperada, com a Espanha martelando o gol americano e dominando as ações do jogo. Villa e Alonso tentaram, mas sem sucesso e ainda viram Sergio Ramos acertar a trave adversária. E assim o jogo caminhava, com 11 americanos no campo de defesa e a seleção espanhola tentando a todo custo achar o gol. Na base da raça, os EUA foi se segurando e ainda teve tempo de acha um outro contra ataque, puxado por Donovan, que cruzou na área, ninguém da zaga espanhola tirou, e livre e com gol escancarado, Dempsey fez 2×0.

Desesperados, os espanhóis foram para cima, com pouquíssimo tempo e ainda com um jogador a mais no fim do jogo. Porém, não dava mais. Qual lugar melhor no mundo para uma zebra passear, senão a África?

Pela primeira vez, os EUA chegam à decisão de um torneio da FIFA na categoria principal.

Pela enésima vez, a Espanha fica pelo caminho, envergonha sua torcida, sai rotulada como favorita e amarelona e não consegue chegar à final de um grande torneio internacional. Mais uma vez, a Fúria miou.

Yes, we can!

POSTADO POR NÓIA





Cioccolato

21 06 2009

0,,21149748-EX,00

Brasil faz 3 a 0, elimina a Itália e Estados Unidos se classificam.

Foi mesmo um chocolate brasileiro. Com um 1o tempo digno de nota, a Seleção Brasileira venceu a Squadra Azurra por três a zero e se classificou para as semi-finais, com 100% de aproveitamento. A Itália, por outro lado, volta pra casa com a cabeça inchada.

Durante a partida, o gol demorou a sair. Mesmo com total domínio canarinho, as redes só foram balançadas aos 37 minutos. Luís Fabiano interceptou chute de Maicon e bateu cruzado: 1 a 0. Cinco minutos depois, Fabuloso foi pras redes novamente. Bela bola de Kaká pela esquerda, Robinho fez o corta luz e o camisa 9 concretizou. Para matar de vez, aos 45′ Robinho cruzou mal, mas Dossena meteu contra o próprio patrimônio.

Intervalo, Brasil 3 a 0.

Na segunda etapa o Brasil falhou nos contra ataques e a Itália cresceu. No entanto, falta qualidade ao time azul. Quando Camoranesi é o pensador da equipe, é claro sinal de que algo vai mal. E Lippi deve saber disso. Brasil classificadíssimo e com moral para o título.

ESTADOS UNIDOS
E olha a surpresa aí, my people! Praticamente descartada, a seleção norte americana enfiou 3 a 0 pra cima da sensação Egito e ficou com o 2o lugar do grupo. Méritos da garotada que, se não joga tão bem, ao menos tem um soccer competitivo.

SEMI-FINAIS
Como Espanha e África do Sul já estavam garantidas desde o sábado, eis os jogos:

Espanha x EUA – quarta-feira; 15:30h
África do Sul x Brasil – quinta-feira; 15:30h

POSTADO POR ROJAS.





Copa das Confederações | Dia 3

17 06 2009

espxira_1706afs_1706

Espanha classificada, África disputando com o Iraque. Quem passa?

ESPANHA 1×0 IRAQUE
Quem esperava outro show, ficou esperando. Com alguns jogadores poupados e atuando contra uma equipe que ao menos sabe andar em campo, a Fúria foi bem superior, mas só conseguiu fazer um gol.

David Villa foi o autor, aos 9′ do segundo tempo, de cabeça. E o destaque iraquiano foi a boa atuação do arqueiro , que fez algumas boas defesas e ainda contou com um time esforçado.

ÁFRICA DO SUL 2×0 NOVA ZELÂNDIA
Como diria Joel Santana, “finalmente nóis win, my friend”! Diante do horroroso time neozelandes, os sul africanos tiveram posse de bola o jogo todo e, apesar de terem feito apenas dois gols (ambos de Parker, já que o resto do time finaliza muito mal!), mereceram a vitória.

Agora enfrentam a Espanha, têm 4 pontos saldo positivo 2. O Iraque tem 1 ponto, saldo -1 e enfrentam a Nova Zelândia. Se bobear…

POSTADO POR ROJAS.